O rim tem três funções básicas:
1. Eliminar as toxinas do organismo resultantes do metabolismo, como a ureia, por exemplo;
2. Manter o equilíbrio de água e eletrólitos do organismo, eliminando os excessos e, com isso, evitando o edema (inchaço);
3. Produzir hormônios como a eritropoetina, que participa na formação das células vermelhas (sangue), a vitamina D, que atua no metabolismo do cálcio fortalecendo os ossos, e a renina, que participa na regulação da pressão arterial.

Quando o rim fica doente, ou seja, quando ele para de exercer suas funções plenas, é o que chamamos de Doença Renal.

A Doença Renal Crônica é a incapacidade do rim exercer as suas funções plenas.

Como o processo se desenvolve de maneira lenta e gradual, e quase sempre assintomática, diz-se que a doença é crônica.

>No adulto, o hábito de vida não saudável sem exercício físico e alimentação inadequada leva, quase sempre, ao desenvolvimento do sobrepeso e da obesidade.

Esses fatores são determinantes para o aparecimento do Diabetes tipo 2 e da Hipertensão Arterial. Não podemos esquecer também do tabagismo.

No Brasil, essas duas doenças são as principais causas do desenvolvimento da DRC (Doença Renal Crônica).

Existem também alguns fatores como idade e hereditariedade, que, diferente dos citados acima, não podem ser controlados, pois não são modificáveis.



Envie sua dúvida

Nossos profissionais estão prontos para eliminar todas as suas dúvidas.